Loading...

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Guerra Fria, descolonização da Ásia e Oriente Médio – LISTA DE ATIVIDADES (9º. Ano EFII)

Guerra Fria, descolonização da Ásia e Oriente Médio – LISTA DE ATIVIDADES  (9º. Ano EFII)

 

1 . Após a ocorrência das duas grandes guerras mundiais, o mundo contemporâneo:

A) passou a ser caraterizado por um período de bipolarização conhecido como Guerra Fria: estão de um lado os Estados Unidos e o bloco capitalista; de outro, a antiga União Soviética e o bloco socialista. Isso não quer dizer que necessariamente todos os países capitalistas ou socialistas estivessem forçosamente alinhados com os Estados Unidos ou com a União Soviética.

B) conheceu o revigoramento dos antigos impérios coloniais da Inglaterra e da França nos continentes africano e asiático, a despeito das objeções dos Estados Unidos e da União Soviética, cujas áreas de influência ficaram restritas, respectivamente, à América Central e à Europa Oriental.

C) foi marcado pelo não alinhamento das antigas e novas nações. Por essa razão enfraqueceu-se a liderança das duas grandes superpotências emergidas no fim da Segunda Guerra Mundial, no caso os Estados Unidos e a União Soviética, quase que isoladas internacionalmente, uma vez que o alinhamento em torno de blocos ou eixos contribuiu para as duas grandes guerras.

D) testemunhou, logo após o fim da Segunda Guerra Mundial, em 1945, o surgimento da China como grande potência militar e econômica socialista em oposição aos Estados Unidos, grande potência capitalista. Isso ocorreu porque ainda que vitoriosa na Segunda Guerra, a Unição Soviética saiu cambalida e, portanto, incapaz de assumir qualquer papel importante no cenário mundial.

E) foi marcado por uma rápida e vigorosa expansão do socialismo em diversos países, tornando-se o socialismo real uma realidade na maioria dos países que haviam se libertado do domínio alemão na Europa e na África, bem como do domínio japonês na Ásia, ao fim da Segunda Guerra Mundial. São exemplos dessa expansão a França, a Holanda, a Líbia e as Filipinas.

Resposta: A (    ) B  (   )  C (    ) D (    )  E (    )

 

2 . Em dezembro de 1978, a capital do Irã, Teerã, foi invadida por dois milhões de iranianos, que saíram às ruas em protesto contra o governo do xá Reza Pahlevi. Era o auge de uma crise que mudaria radicalmente o cenário político do país. No início de 1979, um mês depois dos grandes protestos de Teerã, incapaz de resistir à pressão popular, o xá Reza Pahlevi fugiu do país. A queda da monarquia e a tomada do poder pelos fundamentalistas xiitas ficaram conhecidas como Revolução Islâmica. Em plebiscito, os iranianos optaram pelo sistema presidencialista de governo e, com a aprovação da nova Constituição, em abril de 1979, o Irã foi oficialmente declarado uma República Islâmica.

Sobre o processo político iraniano antes e depois da Revolução Islâmica, assinale V ou F para as afirmativas:

I .  A Revolução Islâmica no Irã de 1979 constituiu-se em fator preponderante para a redefinição das estratégias econômicas e geopolíticas norte-americanas no Oriente Médio, uma vez que, ao contrário da monarquia do xá Reza Pahlevi, tradicional aliada da União Soviética na região, o regime teocrático pró-ocidental iraniano, controlado pelos fundamentalistas xiitas, apoiou e continua a dar apoio à invasão dos Estados Unidos no Iraque, país que desde a ascensão do sunita Sadam Hussein ao poder, em 1980, disputava com o Irã o controle da produção de petróleo no Golfo Pérsico.

II .  No modelo de República Islâmica, instaurado no Irã com a revolução de 1979, o governo é dividido entre o poder laico, exercido por um presidente eleito pelo voto universal e que é o responsável pela coordenação das políticas governamentais, e o poder religioso, exercido por um aiatolá, ou seja, um alto sacerdote da religião muçulmana, que, sobrepondo-se ao presidente, como líder supremo, comanda os assuntos estratégicos, controla as Forças Armadas, o Poder Judiciário, parte do Legislativo e a hierarquia religiosa do país.

III . Além de mudanças profundas na estrutura política interna, a Revolução Islâmica iraniana trouxe transformações radicais nas relações internacionais do país, uma vez que a ascensão dos fundamentalistas xiitas ao poder permitiu um melhor contato cultural do Irã com países islâmicos do Oriente Médio, a exemplo de seu tradicional aliado, o Iraque, além de permitir uma abertura maior do país em relação ao Ocidente, dificultada durante todo o período da monarquia de caráter ultranacionalista do xá Reza Pahlevi.

I . (      ) II . (      )III . (      )

 

3 . Sobre a Guerra do Vietnã, considere as afirmativas a seguir.

I. A Guerra do Vietnã foi a primeira a ter cobertura televisiva em tempo real, transmitida diretamente das frentes de batalha.

II. A imprensa contribuiu para a revolta da opinião pública americana, ao divulgar imagens da guerra e oferecer espaço aos movimentos pacifistas.

III. The Terror of War documenta a dor e o desespero dos sul-vietnamitas após o uso, pelos americanos, de armas químicas como o napalm.

IV. A superioridade tecnológica norte-americana e o apoio da elite local enriquecida sob o domínio colonial francês, foram decisivos para a vitória do Vietnã do Sul.

Estão corretas apenas as afirmativas:

a) I e IV.

b) II e III.

c) II e IV.

d) I, II e III.

e) I, III e IV.

Resposta: A (    ) B  (   )  C (    ) D (    )  E (    )

 

4 . O Oriente Médio despontou na ordem mundial pós-Guerra Fria como uma das regiões que mais suscitam a atenção do mundo ocidental. Sobre essa região, é correto afirmar que

A) Iraque teve sua relação com os países árabes conturbadas somente após a extinção da União Soviética.

B) O Irã deve a sua atual configuração política à revolução de 1979, liderada pelo aiatolá Khomeini.

C) O Iraque, sob o governo de Saddam Hussein, contribuiu para a pacificação da região, ao propor alianças com o Irã e o Kuwait.

D) O Irã defende a criação de um Estado israelense com apoio dos EUA.  

Resposta: A (    ) B  (   )  C (    ) D (    )  


Nenhum comentário:

Postar um comentário