Loading...

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

3a. série EM - gabarito para correção de atividades

3a. série EM – gabaritos apostila 1


H2 – T1

1 – alternativa A

2 – C

3 – A

4 – A

H2 – T2

1 – B

2 – a) A descoberta d e uma nova rota para o Oriente. A expansão marítima portuguesa teve como principal motivacao econômica a busca por especiarias originárias do Oriente. Na época, a lucratividade das especiarias justificava as arriscadas viagens.

b) Dentre as ações de cristianização podemos citar: ação dos jesuítas, construção de igrejas, catequese das populações indígenas, trabalho missionário de várias ordens religiosas, monopolização do ensino por clérigos católicos.

3 – B

4 – E

H2 – T3

1 – C

2 – a) Fatores que contribuíram para a expansão territorial no Brasil Colonial: bandeirismo paulista (apresamento de indígenas, prospecção, sertanismo de contrato); atividade missionária dos jesuítas e a criação de gado (pecuária extensiva).

b) Trata-se do principio do direito de posse (uti possidetis). Segundo ele, “tem a terra quem está de posse dela”, tese defendida por Portugal nas negociações do tratado de Madrid.

3 – C

H2 – T4

1 – A

2 – D

3 – Consequencias no Brasil da Uniao Ibérica: Portugal e Espanha unidos sob a mesma coroa; desorganização e ruptura das relações comerciais entre Portugal e Holanda; embargo e guerra entre Espanha e Holanda por pendências políticas geradas no Dominio Espanhol; invasões holandesas na Bahia e em Pernambuco.

H1 – T1

1 – B

2 – D

3 – A principal atividade econômica desses povos foi o comercio em decorrência das facilidades para o desenvolvimento de atividades marítimas.



H1 – T2

1 – E

2 – B

3 – a) Conflito entre cidades-estado gregas (Atenas e Esparta), motivado pela expansão imperialista de Atenas sobre uma área de influencia geopolítica espartana. Envolveu cidades aliadas a cada um dos lados.

b) Foi um conflito fraticida; enfraqueceu a Grécia Antiga, facilitando invasões de outros povos, como os macedônicos.

4 – D

H1 – T3

1 – C

2 – A

3 – A

H1 – T4

1 – a) Sociedade feudal da Europa Ocidental.

b) Os principais deveres a cumprir: nobreza, guerreava, a responsabilidade era de defesa da sociedade; clero, orava, cuidava da salvação das almas; os servos, trabalhavam, produziam para sustentar os demais segmentos sociais.

2 – C

3 – A

4 – A

5 – B

2a. série EM - gabarito

Gabarito p/ 2 série EM – modulo A Era das Revoluções.


Pág. 11

1 – alternativa A

2 – alternativa A

3 – Podemos apontar o grupo de conservadores, formados pelos grandes proprietários rurais das colônias do Sul e por grandes comerciantes do Norte e do Centro, que queriam o fim da exploração e dos altos impostos, mas tinham receio de perder privilégios com uma possível participação popular (pobres e escravos). O outro grupo de colonos era composto pelos radicais, formado pelos pequenos proprietários e comerciantes, trabalhadores livres e pessoas que defendiam os ideais iluministas, criticavam os altos impostos metropolitanos, propunham a independência e um governo que atendesse às necessidades da maioria. Os radicais iniciaram as lutas pela independência.

4 – Alternativa E

5 – a) Direitos Naturais (vida, liberdade e felicidade).

b) Quando o governo não garante os direitos naturais.



Pág. 22

1 – alternativa D

2 – a) Podemos citar 3 grupos marcados pela desigualdade social e sem representatividade política: os camponeses, a maioria da população que vivia como servos através de relações feudais; os trabalhadores urbanos, os sans-culottes, descontentes com o alto custo de vida, desemprego e baixos salários; e a burguesia, alta, média e pequena, sobrecarregadas com impostos e exigiam direitos políticos.

b) O estabelecimento da Declaração de direitos do homem e do cidadão e o fim da sociedade estamental (divisão em estados) substituída por sociedade de classes.

3 – A Declaração de Direitos do Homem e do Cidadão assegura determinados direitos às pessoas, porém na prática vários não são cumpridos em sua totalidade, por exemplo, o direito a moradia e a educação.

4 – alternativa B

5 – alternativa B

Pág. 30 e 31

1 – alternativa B

2 – O Bloqueio continental foi uma estratégia adotada por Napoleão para tentar dominar a Inglaterra por meio do embargo econômico, uma vez que não conseguia derrotá-la militarmente. Os países europeus que não aderiram ao bloqueio foram atacados pelos franceses, como foi o caso de Portugal e da Rússia.

3 – alternativa A

4 – a) O princípio da legitimidade propunha o retorno das fronteiras entre os países europeus ao que eram antes de 1789; principio da restauração previa o retorno das monarquias que ocupavam os tronos europeus antes da Revolução Francesa.

b) A legitimidade não foi inteiramente cumprida porque a Inglaterra, a Rússia, a Prússia e a Áustria trataram de conseguir algumas vantagens no momento de redefinir as fronteiras.

Pág. 36 e 37

1 – A expansão francesa ocorrida durante o governo de Napoleao levou uma experiência liberal aos países que ainda viviam sob o regime absolutista. Isso permitiu a uma significativa parcela da população perceber as vantagens do novo regime, sobretudo para as camadas médias, formadas pro pequenos proprietários, comerciantes, artesãos, enfim pessoas que se beneficiariam com o novo regime político e econômico.

2 – O texto apresenta fatores de ordem interna, como a permanência do re no Brasil e presença inglesa em Portugal, e fatores de ordem externa, como a restauração das monarquias absolutistas e a onda de revoluções liberais.

3 – a) Com se pode perceber pelo enunciado, o que diferencia 1789 de 1848 é a presença, nesta última, do proletariado (trabalhadores).

b) A Revoluçao de Fevereiro revelou ao mundo uma nova classe revolucionária – o proletário – e um novo confronto social entre burguesia e proletariado.

4 – alternativa E



1a. série EM - gabarito

Gabarito – módulo O domínio dos Mares


Pág. 12 e 13

1 – a) Para Fernando Pessoa a conquista dos mares foi uma façanha do povo português e não apenas do rei, dou dos navegadores, ou dos comerciantes.

b) Quem tem poder controla ou tona-se proprietário das riquezas naturais; ou, aquele que conquista essas riquezas tona-se poderoso.

2 – O desenvolvimento do comércio marítimo ampliou e consolidou o capitalismo comercial, ou mercantilismo, além de haver transformado grande parte do mundo em mercados fornecedores e/ou consumidores.

3 – a) A América do Norte foi desenhada como se fizesse parte da Asia.

b) A Espanha. Porque é o único pais europeu indicado no mapa.

4 – alternativa A

5 – a) Pela boa aceitação dos produtos no mercado europeu.

b) Catequese da população nativa; trabalho missionário de várias ordens religiosas, que também usavam a exploração colonial para enriquecer a entidade; expansão da Contra-Reforma; utilização do ensino para difundir os valores católicos.

Pág. 19 e 20

1 – Ao substituir os documentos originais pro outros com a sua versão da história, os europeus apagaram os registros dos povos americanos, impedido que pudéssemos conhecer os fatos na versão dos povos dominados.

2 – A religião garantia o poder absoluto dos reis (política).

3 – Porque exploravam os povos conquistados por meio da cobrança de tributos.

4 – alternativa E

Pág. 31

1 – Portugal e Espanha assinaram o tratado de Tordesilhas na tentativa de garantir exclusividade sobre as rotas comerciais do Atlântico, afastando outros países que poderiam fazer concorrência.

2 – alternativa B

3 – alternativa B

Pág. 43 e 44

1 – I . V / II . V / III . V / IV . F / V . V

2 – alternativa B

3 – O tratado de Tordesilhas dividiu a América entre Portugal e Espanha, ignorando a divisão geopolítica estabelecida anteriormente pelas varias nações indígenas.

4 – F V V V

8o. ano - gabarito - apostila 3 - unidade 5 e 6

Unidade 5


pág. 11

1 – general do exército francês / novembro de 1799 / com um golpe de Estado, depois de deixar o Egito / data do golpe de Napoleao no calendário da Revolução Francesa, equivalente a 9 de novembro no calendário gregoriano.

2 – prosperidade da burguesia / autoritarismo / censura à imprensa / recuperação econômica / restrição das liberdades políticas

3 – Foi uma estratégia de Napoleao para diminuir a forca da Inglaterra, sua inimiga mais difícil de vencer militarmente.

4 – sequencia 2 – 4 – 3 – 1 / 1807 – 1815 – 1811 – 1806

Pág. 12

1 – A criação do Banco da França; a reorganização dos impostos; a construção de estradas e pontes e a melhora dos serviços postais.

2 – Por meio do Código Civil Napoleonico foram consolidados ideias burgueses, como a defesa da propriedade privada (um dos principais elementos da sociedade burguesa). Nesse sentido, o código favoreceu a burguesia ao defender e fixar sua ideias.

3 – Após ser derrotado pelos russos, Napoleao viu-se isolado politicamente e abdicou. Foi, então, exilado na Ilha de Elba, no Mediterrâneo. O segundo exílio de Napoleão deu-se depois do seu segundo período de governo, que durou cem dias. Logo após a batalha de Waterllo, Napoleão foi exilado na Ilha de Santa Helena, no Atlântico, onde ficou até morrer.

4 – Na derrota final de Napoleao, seus inimigos estava reunidos em Viena, em 1815, para rearranjar as fronteiras da Europa e tomar medidas conjuntas para impedir acontecimentos revolucionários como os que haviam ocorrido na França.

Pág. 13

1 – Na primeira imagem, Napoleao está com uma coroa em suas mãos e em segundo plano aparece um homem que poder o papa Peio VII. Na 2ª. imagem, muitas pessoas estão reunidas em Notre-Dame, onde Napoleao está coroando Josefina, sua esposo.

2 – O ato de retirar a coroa das mãos do papa e coroar a si mesmo e à sua esposa era um sinal de que não dependia da igreja para tornar-se imperador.

Pág. 20

1 – V V F F

2 – A rebelião dos escravos ocorreu não só pela independência do Haiti, mas também pelo fim da escravidão. O nome Haiti tem origem indígena e significa “terra montanhosa”.

3 – Chapetones → colonos nascidos na Espanha. Ocupavam os melhores e principais cargos administrativos, militares e religiosos na colônias.

Criollos → nascidos na América, com ascendência espanhola. Em sua maioria eram fazendeiros, donos de minas e grandes comerciantes, porém não ocupavam os cargos mais importantes na colônia.

Mesticos → filhos de espanhóis ou criollos com índias ou negras. Desempenhavam funções de pouco prestigio na época.

Indígenas → maioria da população, trabalhava nas manufaturas, minas e fazendas através da mita e da encomienda.

Africanos → eram escravizados e trabalhavam nas fazendas de cacau, algodão e cana-de-açúcar.



1 – L’Ouverture foi líder das revoltas dos escravos pela liberdade. Conseguiu a independencia de São Domingos, mas quando tentou libertar totalmente a ilha foi preso pela tropas napoleônicas. Dessalines substituiu L’Ouverture na liderança e proclamou a independência do Haiti em 1804 e tornou-se governante da ilha.

Pág. 21

2 – A consolidação da Revolucao Indusrial na Inglaterra; o desenvolvimento comercial das colônias; a rivalidade entre criollos e chapetones já que a elite criolla era tratada como inferior; influência das ideias iluministas que defendiam o liberalismo econômico e o fim do Antigo Regime; e a política napoleônica que possibilitou a formação das Juntas Governativas pro parte dos criollos.

3 – As Juntas Governativas eram fovernos lcoais organziados pelos criollos, no momento em que estavam sem seu legitimo rei, já que o irmão de Napoleao governa a Espanha.

4 – Tupac Amaru liderou uma revolta indigena contra o sistema de mita, ou seja, um tipo de trabalho obrigatório ao qual os índios estavam submetidos no Vice-Reino do Peru.

1 – Na 1ª. imagem, há homens que parecem representar os escravos lutando conta os brancos. Notamos as diferentes etnias não apenas por suas características fisionômicas, mas também pela vestimenta de cada um. Na 2ª. imagem, vemos um negro sentado em uma cadeira em primeiro plano, com roupas militares. O outro homem que aparece na imagem também é negro mas não usa mais roupas de escravos como na primeira imagem.

Pág. 22

2 – As imagens representam dois momentos do processo de independência de São Domingos: um primeiro, em que L’Ouverture aparece como líder dos escravos que se rebelaram contra o domínio dos brancos; e um segundo momento, quando os escravos conquistam sua independência e L’Overture para a integrar as fileiras do exército revolucionário frances.

Pág. 30

1 .

1 → padre Hidalgo liderou populares em 1810 e foi morto pela repressão espanhola.

3 → Itúrbide proclamou a independencia em 1821, com as elites.

2 → padre Morelos liderou populares um ano depois e foi morto também pela repressão.

2 – Tinham reivindicações sociais e por isso invadiam propriedades e queriam liquidar os privilegios das elites espanholas.

3 – F F V F V

4 – 1868 / 1898 / Estados Unidos / 1902

Pág. 31

1 – O pan-americanismo foi a idéia de integração dos países latino-americanos, mas não deu certo porque se chocou com os interesses das oligarquias(fazendeiros) locais, além dos interesses de países como os Estados Unidos e Inglaterra.

2 – no processo de independência de Cuba, os Estados Unidos entraram em guerra contra a Espanha e venceram. Derrotada, a Espanha entregou aos Estados Unidos regiões do seu Império colonial, entre elas, Porto Rico.

3 – Os primeiros países a reconhecer a independencia da América Espanhola foram os Estados Unidos e Inglaterra, porque a independencia significava uma possibilidade de comercializar livremente com os novos países.

4 – Os caudilhos eram chefes políticos locais (grandes fazendeiros), que por meio de golpes de estado, tomaram o poder, dominando a política latino-americana por muitos anos.

Pág. 32

1 . Não. Alguns países conquistaram a independência no séc. XX, como Guiana, Suriname e Guiana Francesa.

2 . Cuba em 1898, Panamá em 1903.

3 . Paraguai (1811), Argentina (1816), Chile (1818), Peru (1821). Os da Grã-Colombia se fragmentaram e se tornaram países propriamente ditos em 1830.

Pág. 33

1 – F V V F V – alternativa D

2 – I . Atraso, ignorância e despreparo político.

II . Resposta pessoal. Debate

Unidade 6

Pág. 46

CONJURACAO MINEIRA CONJURACAO BAIANA

ONDE OCORREU Em Vila Rica, na capitania de Minas Gerais Em Salvador, na Bahia.

DATA 1789 1798

COMPOSICAO SOCIAL Intelectuais, clérigos, advogados, mineradores, contratadores, proprietários de terras, poetas e militares de alta patente. Pequenos comerciantes, soldados, artesãos, alfaiates, negros libertos, mestiços e escravos, além de membros da elite proprietária de terras.

OBJETIVOS Proclamação de uma republica em Minas Gerais; fundação de uma universidade em Vila Rica; desenvolvimento das manufaturas têxteis e da siderurgia; perdão de todas as dívidas dos colonos; livre-comércio; permanência da escravidão. Fim do domínio português na Bahia; proclamação da Republica; liberdade de comércio; fim da escravidão; fim das diferenças raciais.

CARATER DO MOVIMENTO Elitista Popular

DESFECHO O movimento foi delatado. Alguns conspiradores receberam castigos leves, outros foram condenados a prisão. Apenas Tiradentes foi preso, enforcado, esquartejado. Com a ajuda de delatores, as investigações levaram á prisão dos principais envolvidos. A devassa recaiu sobre os negros e mestiços, que foram punidos com rigor. Quatro deles foram condenados à morte, executados e esquartejados.





2 – Determinava o monopólio do comercio da colônia para a metrópole.

1 – Para resolver sua crise econômica, o governo português intensificou a exploração colonial provocando uma série de revoltas e descontentamento colonial. A opressão metropolitana chocava-se com o crescimento econômico da colônia, tonando o exclusivo colonial um obstáculo ao desenvolvimento do comércio colonial.

Pág. 47

2 – Porque a capitania de Minas Gerais não estava conseguindo pagar todo o impsoto obrigaroio de 100 arrobas de outo a Coroa portuguesa. A derrama seria o confisco dos bens da população para completar a arrecadação.

3 – Porque inconfidente é aquele que quebra a confiança do rei e a conspiração foi entendida como uma traição ao rei de Portugal.

4 – Porque a expressão pacto colonial sugere que houve um acordo entre a colônia e a metrópole sobre o monopólio do comercio, quando na verdade o que ocorria era uma imposição da metrópole.

1 – O cumprimento da sentença de Tiradentes: enforcado e esquartejado.

2 – O autor do quadro é Pedro Americo. Ele foi pintado em 1893.

3 – Sim. O crucifixo colocado ao lado de sua cabeça, bem como sua fisionomia muito parecida com a de Jesus Cristo, transmitem a idéia de que Tiradentes morreu como um mártir em nome da liberdade, para salvar os colonos mineiros do domínio português.

Pág. 55

1 . - Volta do rei para Lisboa e sua submissão a uma Cosntituicao, pondo fim do absolutismo.

- Controle do comércio do Brasil, com o retorno do exclusivo comercial ou pacto colonial, que tinha sido transformado dede a abertura dos portos, em 1808.

- Centralização do govrno em Lisboa, como era antes da transferência da Corte para o Rio de Janeiro.

2 – B

3 – 1806 = Bloqueio Continental / 1808 = Chegada da família real e fim do pacto colonial / 1810 = Tratados com a Inglaterra / 1815 = o Brasil colônia é elevado a Reino Unido de Portugal e Algarves / 1820 = Revolucao do Porto / 1822 = Proclamacao da Independencia do Brasil

4 – Partido Brasileiro→ defendia a independência liderada por D.Pedro e era contrário à participação popular, a fim de garantir a ordem escravista.

Partido Portugues → deputados da colônia a favor da recolonizaçao do Brasil

Liberais Radicais → defendiam a independencia do Brasil, com a instalação de uma republica e o fim da escravidão.

Pág. 56

1 – Para enfraquecer a Inglaterra, Napoleao decretou a proibição do comércio dos europeus com os ingleses. O governo português não cumpriu essa exigência francesa e teve seu território invadido, antes porém, a família real com o auxilio inglês transferiu-se para o Brasil.

2 – Porque o sistema colonial português e a ordem escravista não possibilitavam o acúmulo de capital e a formação de um amplo mercado consumidor. Além disso, as mercadorias não conseguiam competir com as inglesas, que cada vez mais invadiam a colonia devido aos acordos realizados com o governo inglês.

3 – A elite pressionada pelas Cortes portuguesas não queriam convocar as camadas populares para luta de independencia, por isso apoiaram D. Pedro para liderar esse processo.

4 – Significou que Lisboa deixava de ser a sede do Império português, bem como a perda do monopólio sobre o comércio do Brasil.

Pág. 56

1 – a) Em 1799. B) Em 1808.

2 . Sim. A abertura dos portos pôs fim ao pacto colonial, permitindo que a América portuguesa pudesse comercializar com qualquer nação amiga de Portugal, na época apenas os ingleses mantinham relações amigáveis com os portugueses.

Pág. 64

1 . – Voto indireto e censitário (por renda). Menores de 25 anos, mulheres, escravos, analfabetos, soldados e clérigos não podiam votar.

- Divisão dos poderes em Executivo, Legislativo, Judiciário e Moderador. Este último era exclusivo do imperador e lhe garantia o direito de intervir nos demais poderes.

- Estabelecimento do catolicismo como religião oficial e obrigatório no país.

2 – 1825-28 = Questao Cisplatina / 1826 = Sucessao do trono português / 1830 = assassinato do jornalista Libero Badaró / 1831 = Noite das Garrafadas e abdicação de D. Pedro I.

3 – Local: nordeste: Pernambuco, rio Grande do Norte, Ceará, Paraíba e Piauí. Data: 1824. Contexto: A excessiva centralização do poder político no Rio de Janeiro, altos impostos. Líder: Frei Caneca. Objetivos: formação de uma república independente e separada do governo do Rio de Janeiro. Desfecho: O governo sufocou a revolta com prisões e execuções.

Pág. 65

1 – porque dessa forma os EUA seguiam a Doutrina Monroe em resposta às resoluções do Congresso de Viena.

2 – Porque apesar de estabelecer a divisão dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, prevê ainda um quarto poder, o Moderador, que possibilitava a interferência do imperador nos demais poderes.

3 – Porque o primeiro projeto constitucional de 1823 limitava os poderes do imperador.

4 – Ao termino da guerra para manter a província Cisplatina, o Brasil estava mais endividado com a Inglaterra e havia perdido território. Isso contribuiu para aumentar a impopularidade do imperador.

5 – O tratado atendia a uma série de exigências portuguesas em troca do reconhecimento da independencia brasileira como o pagamento de indenização, entre outros.

Pág. 66

1 – Os países são o Brasil (d.Pedro) e Inglaterra (rainha Victoria)

2 – Pode ser relacionada ao momento de reconhecimento da independencia do Brasil por parte de Portugal. Afinal, os portugueses exigiram uma indenização de 2 milhões de libras esterlinas em toca do reconhecimento. Esse dinheiro foi conseguido por meio de um empréstimo feito junto aos ingleses.

3 – As relações entre Brasil e Inglaterra ao longo do 1º. Reinado foram marcadas por empréstimos, aumento da divida externa do Brasil, acordos comerciais vantajosos aos produtos ingleses.

9o. ano - gabarito - apostila 3 - unidade 5 e 6

Unidade 5


Pág. 11

1 – D

2 – V F F F

3 – O favorecimento da produção do Cage e do leite caracterizou a 1ª. República.

1 – Os interventores foram as pessoas indicadas por Getúlio, logo após assumir o cargo de presidente em 1930, para governar os Estados.

2 – Vargas tomou uma serie de iniciativas para amenizar o confronto com as elites regionais que resistiam a sua política, em especial a elite de SP. A convocação de Assembléia Constituinte foi uma forma de atender a essas elites e as demandas do movimento constitucionalista de 1932.

Pág. 12

3 – Essas organizações políticas – Ação Integralista Brasileira (AIB) e a Aliança Nacional Libertadora (ANL) – formaram-se com a intenção de propor programas para ajudar a resolver a crise econômica que o país passava e novos rumos políticos.

1 . As imagens se relacionam com campanha política.

2 . Os cartazes se referem à campanha presidencial de 1930.

3 . O primeiro cartaz traz o nome do candidato governista Julio prestes. O segundo cartaz o nome de Getulio Vargas, candidato da Aliança Liberal.

Pág. 13

1 . As condições de vida eram "insuficientes e precárias", pois os salários tinham um baixo poder de compra mesmo para cobrir as necessidades mínimas com habitação, alimentação e vestuário.

2 . Porque, com um salário de baixo poder de compra, os trabalhadores também podiam ser considerados pobres.

3 . De acordo com a autora, entre os anos pesquisados não houve nenhuma mudança nas condições de vida do trabalhador em relação aos baixos salários.

Pág. 20

1 . Getúlio Vargas / poder / Plano Cohen / comunistas / farsa / forjado / integralistas

2 . Todas GV

3 . a) São as iniciais da Força Expedicionária Brasileira, criada para participar da Segunda Guerra Mundial.

b) Potências do Eixo é o nome dado aos países liderados pela Alemanha durante a Segunda Guerra: Itália, Japão e Alemanha.

c) Nome dado aos países que lutaram contra os países do Eixo: Estados Unidos, Grã-Bretanha, França, União Soviética, China, Brasil.

4 . B A C

Pág. 21

1 - O motivo inicial foram os ataques a embarcações no litoral brasileiro.

2 - Deveu-se aos créditos obtidos junto aos Estados Unidos e à assinatura de acordos comerciais que favoreceram o país.

3 - Participou com o envio de tropas para lutar na Itália contra os nazistas; com a permissão para que uma base norte-americana se estabelecesse no nordeste do país; e com o fornecimento de borracha e minérios destinados à indústria bélica.

1 . Getúlio Vargas, presidente do Brasil, e Franklin Delano Roosevelt, presidente dos Estados Unidos da América.

2 . Estabeleceram relações de cooperação entre os dois países tanto comerciais quanto de apoio na 2ª. Guerra Mundial, por exemplo.

Pág. 27

1 . a) Departamento de Imprensa e Propaganda. b) Ano de criação 1939.

c) Elaborar e difundir a propaganda do Estado Novo junto às camadas populares, que era veiculada por meio do rádio e da imprensa. O DIP também deveria realizar a censura (eram proibidas quaisquer manifestações contrárias ao governo), festas comemorativas, além de exposições e concertos.

d) Rádio e imprensa.

2 .

Ministério da Educação e Saúde Realizou reformas que estabeleceram um currículo seriado, a frequência obrigatória e a exigência do diploma de nível médio, chamado na época de secundário, para o ingresso no ensino superior. Também se incentivou o ensino profissionalizante. No nível superior, procurou-se estabelecer os alicerces de um sistema universitário nacional e deu-se preferência à criação de universidades em vez de um conjunto de escolas superiores isoladas.

Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (SPHAN) Sua função era representar simbolicamente a identidade e a memória da nação.

Instituto Nacional do Livro Era uma organização voltada para a expansão do número de bibliotecas públicas em todo o território nacional.



3 . propaganda / crianças / controle / verbas / estrelas / valores e comportamentos

Pág. 28

1 . Foi a política segundo a qual o governo Roosevelt, dos Estados Unidos, pretendia estimular o bom relacionamento entre os brasileiros e os norte-americanos. Exemplo disso foi a criação do personagem Zé Carioca pelos estúdios Disney.

2 . O rádio foi um instrumento que, por um lado, integrava o ouvinte a uma coletividade, fazendo das aspirações e sentimentos individuais parte das aspirações e sentimentos de toda a nação. Por outro, o rádio tornou-se um instrumento de propaganda política fundamental do governo de Vargas.

3. A linguagem coloquial tinha como objetivo ampliar a audiência do rádio e popularizá-lo, pois o analfabetismo era muito grande no país. Por esse motivo, os locutores se especializaram na utilização de expressões populares e aos poucos os programas de rádio passaram a representar a vida dos ouvintes e, ao mesmo tempo, a interferir em seus costumes.

1 . O sorriso e a afetuosidade de Vargas e o contentamento estampado no rosto da menina; o menino, circunspecto, segura uma bandeira brasileira. A propaganda procurava relacionar a alegria e a harmonia da cena à figura do presidente e seu governo.

2 - Vargas teve a educação das crianças como uma de suas metas de governo. Na imagem, ele aparece com crianças, de forma carinhosa, tendo ao fundo a bandeira brasileira, que representa a Pátria, aqui associada a sua pessoa.

Unidade 6

1 . Potências adversárias = EUA e URSS.

Sistemas políticos opostos = Capitalismo e socialismo.

Características = Disputa por áreas de influência sem conflito direto das superpotências; corrida armamentista e espacial; utilização da propaganda (cinema, história em quadrinhos etc.) para ampliar a influência; exploração do esporte para provar a superioridade de cada sistema.

Planos econômicos = Plano Marshall: lançado pelos EUA em 1946, era um programa de recuperação econômica para a Europa ocidental. Comecon: lançado em 1949 pela URSS, com o objetivo de integrar a economia do bloco socialista e auxiliar financeiramente o Leste europeu.

2 . Período = 1950-1953 / Países envolvidos = Coréia, EUA e URSS. / Armistício = Tratado de Panmunjon. / Desfecho = A manutenção da divisão do território em Coréia do Norte e do Sul a partir do paralelo 38°.

3 .

Nome da aliança militar = Otan - Organização do Tratado do Atlântico Norte / Pacto de Varsóvia.

Ano de fundação = 1949 / 1955

Países membros = EUA, Alemanha Ocidental, Bélgica, Canadá, Dinamarca, França, Grã-Bretanha, Grécia, Islândia, Holanda, Portugal, Luxemburgo, Noruega e Turquia // URSS, Alemanha Oriental, Polónia, Romênia, Tchecoslováquia, Bulgária e Hungria.

4 . 1957 = O satélite soviético Sputnik II levou o primeiro ser vivo ao espaço, a cadela Laika.

1961 = Yuri Gagárin, astronauta soviético, tornou-se o primeiro ser humano a viajar pelo espaço.

1969 = O astronauta norte-americano Neil Armstrong pisou em solo lunar.

pág. 48

1 - A expressão Guerra Fria foi forjada para designar o conflito ideológico entre o capitalismo e o socialismo. A intensa rivalidade foi considerada "fria" porque a tensão entre os dois países não levou a uma guerra de fato. O equilíbrio do poder bélico entre os dois países, principalmente nuclear, dificultava uma guerra direta e total. O resultado da disputa entre as duas potências foi a formação de um mundo bipolar, dividido entre a influência norte-americana e a soviética, o capitalismo e o socialismo.

2 - A Cortina de Ferro seria uma barreira para impedir o avanço soviético (comunista) no mundo. Seguindo a ideia proposta por Churchill, o presidente dos EUA, Harry Truman, lançou em 1947 a Doutrina Truman, uma ofensiva contra a expansão comunista no mundo, baseada no auxílio militar e financeiro aos países que quisessem lutar contra a opressão soviética.

3 - a) Era uma comissão criada pelo senador Joseph McCarthy, com o objetivo de investigar e perseguir as pessoas acusadas ou suspeitas de realizar atividades subversivas, isto é, comunistas.

b) As ideias de liberdade e democracia são pautadas na pluralidade de ideias e na liberdade de expressão. Assim, o fato de o governo dos EUA perseguirem pessoas favoráveis as ideias comunistas seria uma contradição.

4 - A coexistência pacífica foi um período da Guerra Fria, iniciado quando o dirigente da URSS, Nikita Kruschev, apresentou um plano de desarmamento conjunto para os EUA e a URSS.

pág. 49

1 - À esquerda está o presidente dos EUA, Harry Truman; à direita, o dirigente da URSS, Josef Stalin.

2 - À Guerra Fria.

3 Truman e Stalin dirigem as superpotências que representam o capitalismo e o socialismo. A bola de futebol é o mundo, pois a Guerra Fria foi marcada pela disputa por áreas de influência em todo o planeta. A utilização do esporte com fins políticos foi uma marca desse período.



pág. 61

1 . Pan-africanismo → Criar um movimento de solidariedade e unir as populações negras dos países ainda colonizados pelos países industriais capitalistas.

Pan-arabismo → Apoiar movimentos de independência no norte da África e aproximar as ex-colônias dos países muçulmanos do Oriente Médio; diminuir a influência cultural e política do Ocidente na região.

Dificuldades enfrentadas → O neocolonialismo destruiu as formas de sociabilidade e organização política dos continentes africano e asiático, reunindo muitas vezes etnias inimigas em um mesmo território. Essa situação acirrou os conflitos durante o processo de descolonização, provocou instabilidade política, econômica e social e impediu o desenvolvimento econômico autônomo dos novos Estados criados a partir da segunda metade do século XX e provocou guerras civis.

2 . 1911 = Proclamação da República.

1925 = Chiang Kai-chek assume o governo.

1934 =Longa Marcha

1937 = Invasão japonesa e aliança entre comunistas e o governo.

1945 = Término da Segunda Guerra Mundial e interrupção da aliança entre comunistas e o governo.

1949 = Mao-Tsé-tung vence as forças governamentais, invade Peguim e estabelece a República Popular da China.

1953 = Morte de Stalin e rompimento de relações com a URSS.

1958 = Tem início o plano de desenvolvimento econômico Grande Salto para Frente.

1966 = Revolucao Cultural

1976 = Morte de Mao-Tsé-tung e rompimento do isolamento comercial chinês.

1989 = Protesto por reformas sociais e políticas realizado por milhares de estudantes na Praça da Paz Celestial.

pág. 62

3 .

Local Cidade de Bandung, na Indonésia.

Data 1955.

Participantes 29 países africanos e asiáticos recém-independentes.

Objetivo Lançar os princípios do não-alinhamento, ou seja, a neutralidade em relação aos EUA e a URSS, e impedir a interferência e a dominação económica das superpotências em suas políticas internas.



4 . (x) As antigas potências européias, como Inglaterra e França, enfrentavam grave crise.

(x) Muitos soldados africanos e asiáticos haviam participado do conflito ao lado das forças aliadas e saíram vitoriosos.

1 - A Batalha de Argel (1956-1957) foi um conflito travado nas ruas da capital da Argélia entre as forças francesas e as forças que defendiam a emancipação.

2 - Apesar da superioridade bélica e de ter deslocado cerca de 500 mil soldados para o Vietnã, as forças norte-americanas não estavam preparadas para uma guerra de guerrilhas, que foi vencida pelos vietcongs.

3 - Na disputa pela hegemonia mundial, EUA e URSS apoiaram vários movimentos de independência, visando a ocupar o lugar dos antigos impérios coloniais europeus e ampliar suas respectivas áreas de influência.

pág. 63

1 - A imagem apresenta duas figuras humanas. A maior é negra, imensa, parece fazer força ou debater-se, e está presa por uma espécie de coleira. A outra figura humana é branca e menor, segura a ponta da coleira numa das mãos, mas está caída no chão. A figura branca também apresenta a letra "x" em vermelho assinalada em seu peito.

2 . Refere-se ao apartheid, na África do Sul.

3 . O apartheid foi uma política segregacionista implantada em 1948 pelos ingleses, na África do Sul. Suas leis isolavam os negros em algumas regiões, proibiam casamentos inter-raciais, a participação política e o direito de os negros adquirirem propriedades. Também instituía a lei do passe, que obrigava os negros a usar uma espécie de passaporte guando se locomovessem na cidade. O apartheid demonstrava que só uma parte das lutas de libertação tinha sido bem-sucedida: a descolonização política.

pág. 64

4 . O fato de a figura negra ser maior do que a figura branca pode ser relacionado ao governo de minoria branca e racista. Embora a África do Sul fosse constituída, em sua maioria, pela população negra, durante muitos anos foi subjugada pelos brancos. A figura branca, menor e dominada pela negra, representa a inversão do que ocorria na realidade. A figura negra está presa pelo pescoço a uma espécie de corda segura pela figura branca, simbolizando a subjugação, que pode ser vencida.



pág. 73

1 .

Primeira guerra árabe-israelense 1938-1939. Israel derrotou os oponentes e duplicou seu território.

Guerra de Suez 1956. Israel, França e Inglaterra lutaram contra o Egito, que havia nacionalizado o canal. No desenrolar do conflito, a URSS e os EUA se posicionaram ao lado do Egito, o que obrigou Israel e os europeus a retirar suas tropas da região.

Guerra dos Seis Dias 1967. Nessa guerra contra Egito, Jordânia e Síria foi criada a organização guerrilheira palestina Al-Fatah, que promoveu ataques terroristas às instalações israelenses. Israel conquistou a península do Sinai, a Faixa de Gaza, a Cisjordânia e as Colinas de Golã, quadruplicando seu território.

Guerra do Yom Kippur 1973. Egito e Síria em guerra contra Israel. 0 conflito teve a duração de 19 dias, sem nenhuma alteração territorial. Sob a interferência dos EUA, da URSS e da ONU foram realizados acordos de paz em 1973, 1974 e 1975. Os países membros da Opep elevaram o preço do petróleo provocando uma crise mundial.

Guerra do Golfo 1991. Conflito entre Irã e Iraque. Em seguida, iraquianos reivindicam indenizações e territórios do Kuwait após invadi-lo.



1 - O Estado de Israel foi criado em 1948 com o apoio dos EUA. Após sua criação os palestinos que habitavam a região passaram a viver em campos de refugiados mantidos pela ONU.





2 Pela negociação de 1993, entre o primeiro-ministro israelense, Yitzhak Rabin, e o presidente da OLP, Yasser Arafat, palestinos passaram a reconhecer o Estado de Israel como legítimo; os israelenses consideraram, a partir de então, que os palestinos tinham direito a um Estado.



pág. 74

3 - Na década de 1970 o Irã era governado pelo ditador Mohamed Reza. Em 1977 a população se rebelou para exigir a volta do líder religioso Aiatolá Khomeini. Em 1979 Khomeini foi recebido com festa em Teerã, capital do país.

4 - Fundamentalismo refere-se a movimentos que agem rigorosamente de acordo com determinados princípios. Diversos grupos políticos extremistas agem com base em dogmas religiosos.

5 - Porque Khomeini governou tendo como base os dogmas do xiismo.

6 - Os EUA passaram a controlar a segunda maior reserva petrolífera do mundo e o maior aquífero da região. Grande parte dos povos árabes posicionou-se contra o governo norte-americano, por ter desenvolvido uma política neocolonialista.

1 - Pessoa com uma arma e um livro nas mãos. No segundo plano, alguém fotografa a cena.



pág. 75

2 - Ao Hamas, grupo islâmico de resistência à OLP e contrário à aproximação entre palestinos e israelitas.

3 - O membro do Hamas segura o Corão, o principal livro da fé islâmica e no qual se baseiam alguns fundamentalistas.

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

domingo, 11 de outubro de 2009

ENEM & VESTIBULARES

Foto de Giulio Di Sturco, imagem premiada no World Press Photo 2009, com o desfile em andamento, modelo corre pelos bastidores da Índia Fashion Week, realizada em Délhi, em outubro de 2008.

A imagem acima passa muita pressa. A moça corre, e sua expressão denota mais do que urgência; há certo desespero. Ela não está perdendo o trem nem sendo perseguida. É uma modelo a trabalho, os bastidores da Índia Fashion Week. De autoria do italiano Giukio Di Sturco, a fotografia foi premiada no World Press Photo 2009. Se está ao lado de imagens de guerras, desastres, competições e dramas humanos na galeria dos ganhadores, é porque fala de aspectos do mundo moderno: o sucesso e a beleza, mas também a pressão.
Na preparação para o vestibular, vive-se um sufoco. Tem-se a impressão de que é preciso ler tudo, estudar tudo e saber de tudo para ter uma chance. Mas, tão importante quanto o conhecimento, é a calma e a reflexão.
O novo ENEM apesar das modificações continua dando muita importância à competência leitora. Ao mesmo tempo em que pressupõe o domínio do currículo do Ensino Médio, em suas diversas disciplinas, mantém a ênfase na exigência de que o estudante leia as questões com atenção, compreenda o enunciado, analise os elementos apresentados e, em muitas delas, encontre nas perguntas os elementos para a resposta. Claro que, como a prova terá 180 questões, será preciso ter energia e dedicação para manter o foco do começo ao fim.
No ENEM e nos vestibulares, espera-se também um conhecimento do que se passa no mundo. E, todo dia, há um bombardeio de milhares de informações via internet, TV, rádio, jornais, revistas... Os fatos se misturam, numa teia de difícil entendimento. Por isso, utilize esse canal para sanar suas dúvidas, trocar ideias e aprofundar seus conhecimentos.
Lembre-se que os mapas, as fotos, os gráficos e as tabelas ajudam a ampliar as dimensões da informação e ainda servem de treino. Nos exames, sua capacidade de compreendê-los será avaliada.
Após o vazamento da prova a UNICAMP e a USP decidiram por não utilizar as notas do ENEM, o que provocou maior pressão sob os candidatos.
O esforço e a dedicação aliados ao equilíbrio físico e mental dos candidatos garantem um ótimo desempenho para os exames e para a futura vida profissional, em época de intensa pressão, competitividade, velocidade, efemeridades e cobranças.
Uma ótima dica é a resolução da prova do ENEM que não foi aplicada, mesmo para aqueles candidatos que não se beneficiarão, já que muitos vestibulares valorizam as habilidades e competências, além dos conceitos. Selecione quais habilidades necessitam de mais atenção (ler gráficos, utilizar charges ou mapas e outras) e/ou conceitos que não ficaram entendidos. Se estiver preparado para o exame aproveite para revisar pontos essenciais de cada disciplina e informar-se sobre o que acontece no Brasil e no mundo. Há pelo menos 40 dias para aqueles candidatos que perceberam que muitos conceitos precisam de revisão mais detalhada, portanto, organize uma agenda semanal de estudo extra.

grande abraço
Edvaldo
parte deste texto foi extraído da revista Guia do Estudante
Atualidades e vestibular + enem
ediçao 10