Loading...

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Brasil entre as ditaduras Varguista e Militar

1 . GOVERNO DUTRA (1946-1951)


- eleições de 1946 para presidente e congresso / candidatos a presidente: Eduardo Gomes – UDN, Eurico Gaspar Dutra – PSD/PTB, Yedo Fiúza – PCB → vitória de Dutra com 55% dos votos.

- características do governo Dutra = postura conservadora e elitista / repressão ao movimento operário / clima de Guerra Fria / alinhamento aos EUA / política econômica: liberalismo / fechamento do PCB = ilegalidade

- queda das reservas monetárias devido a abertura econômica.

- PLANO SALTE → saúde, alimentação, transportes, energia = ficou no papel

- alinhamento com EUA fez Brasil romper relações com a URSS

- eleições presidenciais de 1950 / candidatos: Cristiano Machado – PSD, Eduardo Gomes – UDN, Getulio Vargas – PTB/PSP → vitória de Vargas com 47% dos votos



2 . GOVERNO DE VARGAS (1951-1954)

- eleito por forças progressistas e conservadoras

- política econômica = nacionalista e industrializante

- Vargas tentou manobrar as forças antagônicas: nacionalistas e defensores do capital estrangeiro

- Campanha da Petrobrás / campanha do governo pelo monopólio da extração e refino de petróleo / oposição do empresariado e grande imprensa / apoio dos militares nacionalistas, da UNE, do PTB, do PCB / Petrobras foi criada em 1953

- política externa = recusa do governo brasileiro em enviar tropas para Coréia e auxiliar EUA na Guerra da Coréia / reação dos EUA: não concedem empréstimos, campanha pela queda dos preços do café no mercado internacional

- oposição a Vargas = UDN / parte das Forças Armadas / empresas ligadas aos EUA / grande imprensa → o populismo era visto como aproximação das idéias socialistas...

- ATENTADO DA RUA TONELEROS (5/8/1954) – Carlos Lacerda (UDN) é ferido e Major Rubens Vaz é morto / mídia aponta Vargas como suspeito / criminosos presos pela FAB indicam Guarda Pessoal de Vargas como mandante.

- Pressão dos conservadores pela renuncia de Vargas / 24/8/54: Vargas suicida-se com tiro no coração / Suicídio de Vargas = ato político / reação popular obriga opositores de Vargas a recuar.



3 GOVERNOS DE CAFÉ FILHO E CARLOS LUZ E NEREU RAMOS (1954-56).



- eleições de 1955 = Juscelino Kubitschek de Oliveira (PSD / PTB) / Juarez Távora (UDN) / Ademar de Barros (PSP) / Plínio Salgado (integralistas) – vitória de JK





4 . GOVERNO JUSCELINO KUBITSCHEK – JK (1956/1961)



- CARACTERÍSTICAS → imagem de estabilidade / consolidação da democracia / desenvolvimentismo

- condições que favoreceram o governo: habilidade política de JK e assessores / aliança PSD e PTB no Congresso / apoio das Forças Armadas – Gen. Lott.

- política desenvolvimentista = “50 anos em 5”/ promessas de desenvolvimento industrial que beneficiaria todos = otimismo / burguesia, classe média e operariado se entusiasmavam...

- PLANO DE METAS: plano de ação econômica de 31 metas / metas prioritárias: energia, transportes, industrias de base, educação e alimentação / meta síntese = Brasília / não obteve sucesso = educação e alimentação / implantação da indústria automobilística e construção de Brasília = sucessos mais marcantes / Estado como coordenador do processo.

- resultado do Plano econômico = dependência de capital e tecnologia estrangeiros / domínio de capital estrangeiro chegou a 80 % em alguns setores = desnacionalização da industria / empréstimos externos = aumento da dívida externa / obras públicas obrigavam à emissão de moeda = inflação / desenvolvimento da região sudeste em detrimento do nordeste = êxodo rural e nordestino / disparidades regionais = SE e NE / governo rompe com FMI, pois não aceita suas imposições (final do mandato de JK).

- resultados positivos = construção de Brasília, implantação da indústria automobilística, estradas, siderúrgicas,petroquímicas, hidrelétricas.

- eleições de 1960 → candidatos: PSD-PTB Gen. Lott e vice João Goulart (Jango) / UDN-PSB-PDC Jânio Quadros e vice Milton Campos / PSP Ademar Barros

- vitória → Jânio Quadros e Jango.



5. Governo Jânio Quadro (1961)



- J. Quadros → político de carreira rápida e brilhante / personalidade autoritária, conservadora, excêntrico, habilidoso, imprevisível, demagogo explorou insatisfação popular e usou o populismo, promessas combate a corrupção, inflação / símbolo: vassoura

- Política Externa: tentativa de implantar “política externa independente” – negociações para reatamento diplomático com URSS, apoio as colônias africanas que lutavam por independência; apoio a Revolução Cubana (socialista) / razoes: ampliar mercados / resultados: tensão com EUA, oposição da UDN, empresários e Carlos Lacerda / nacionalistas o viram como demagogo / conservadores se colocaram na oposição / PTB – PSD fazem oposição no Congresso / política econômica foi um fracasso / presidente isolado.

- Jânio Quadros renuncia em 25 de Agosto de 1961 (7 meses de governo) / renúncia vista como tentativa de golpe que não deu certo / não houve reação de apoio a ele / renúncia abre crise política = conservadores não aceitavam posse de JOAO GOULART como presidente.



6.Governo João Goulart ( 1961-1964)



- Circunstâncias da posse: Jango (vice) estava na China (socialista) / ministros militares assumem a presidência / UDN + empresários + setores entreguistas das Forças Armadas tentam impedir a volta e a posse de Jango / PSD + PTB + sindicatos + militares legalistas querem que a Constituição seja cumprida / Leonel Brizola lança Campanha Legalista / ameaça de Guerra Civil / solução: Emenda Constitucional estabelece o regime Parlamentarista (2.9.61) e Jango pode assumir em (7.9.61)

- Fase parlamentarista (1961-1963) – Jango assume presidência com poderes limitados, em meio a crise econômica e política.

- PLEBISCITO (6.1.63) – vitória do presidencialismo.

- Fase do governo de Jango presidencialista (!963-64) → situação do país: inflação de 52%, dívida externa de 3 bilhões, “inchaço” das cidades (problemas nas áreas de saúde, educação, transporte e saneamento)

- REFORMAS DE BASE = programa político reformista de Jango: reforma agrária, reforma do sistema bancário, do sistema tributário, do processo eleitoral, reforma administrativa, da remessa de lucros, da legislação sobre capital estrangeiro / para executá-las era necessário estabilizar a economia do pais /

- Pressões:

. direita – não quer reformas / grupos : UDN + empresários + IBAD + IPES + MAC + CAMDE + ESG = unidos.

. esquerda = quer reformas / grupos: CGT + UNE + AP

- Jango se aproxima dos movimentos populares e de esquerda / 13 de marco de 1964 – Jango fez um comício no RJ (na estação Central do Brasil) e anunciou desapropriação de terras, encampação de refinarias particulares / resultados: latifundiários, empresários conservadores, militares conservadores, clero conservador entendem que a derrubada do governo e a única solução.

- em SP a direita organiza Marcha da Família com Deus pela Liberdade (19 de Marco de 1964).

- 31 de Março de 1964 – generais começam movimento armado para derrubar governo de Jango com o apoio dos governadores e tropas de MG, SP, Guanabara / Jango recusa-se a resistir / e parte para exílio Uruguai

- 1 de Abril de 1964 – golpe militar vitorioso / milhares de prisões / começa a DITADURA MILITAR.

- razões para o golpe: forças progressistas e de esquerda estavam desunidas e desorganizadas / violenta repressão dos militares / conservadores e direitistas unidos e organizados / para reflexão: Jango era um líder reformista e populista ou um líder revolucionário e comunista?

Nenhum comentário:

Postar um comentário