Loading...

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

2a. série EM - Aula investigativa Revolução Francesa com gabarito

2a. série EM – História


Aula investigativa: Revolução Francesa

1 . (Fatec) A "Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão", da Revolução Francesa, traz o seguinte princípio: "Os homens nascem e se conservam livres e iguais em direitos. As distinções sociais só podem ter por fundamento o proveito comum".

Tal princípio é decorrente:

a) da incorporação das reivindicações da classe média por maior participação na vida política.

b) do reconhecimento da necessidade de assegurar os direitos dos vencidos, sem distinção de classes.

c) da incorporação dos camponeses à comunidade dos cidadãos com direitos sociais e políticos reconhecidos na lei.

d) da crença popular na perspectiva liberal burguesa de que a Revolução fora feita por todos e em benefício de todos.

e) da determinação burguesa de levar avante um processo revolucionário de distribuição da propriedade privada.



2 . (Fgv) A Constituição da França de 1791, a partir dos princípios preconizados por Montesquieu, consagrou, como fundamento do novo regime,

a) a subordinação do Judiciário ao Legislativo, que passou a exercer um poder fiscalizador sobre os tribunais.

b) a identificação da figura do monarca, com a do Estado, que a partir desse momento se tornou inviolável.

c) a supremacia do Poder Legislativo, deixando de ser o rei investido de poder moderador.

d) o poder de veto monárquico, que se restringiu a assuntos fiscais, limitando, assim, a soberania popular.

e) a separação dos poderes até então concentrados, teoricamente, na pessoa do soberano.



3 . (Fuvest) Do ponto de vista social, pode-se afirmar, sobre a Revolução Francesa, que:

a) teve resultados efêmeros, pois foi iniciada, dirigida e apropriada por uma só classe social, a burguesia, única beneficiária da nova ordem.

b) fracassou, pois, apesar do terror e da violência, não conseguiu impedir o retorno das forças sócio-políticas do Antigo Regime.

c) nela coexistiram três revoluções sociais distintas: uma revolução burguesa, uma camponesa e uma popular urbana, a dos chamados "sans-culottes".

d) foi um fracasso, apesar do sucesso político, pois, ao garantir as pequenas propriedades aos camponeses, atrasou, em mais de um século, o progresso econômico da França.

e) abortou, pois a nobreza, sendo uma classe coesa, tanto do ponto de vista da riqueza, quanto do ponto de vista político, impediu que a burguesia a concluísse.



4 . (Fuvest-gv) Na Revolução Francesa, foi uma das principais reivindicações do Terceiro Estado:

a) a manutenção da divisão da sociedade em classes rigidamente definidas.

b) a concessão de poderes políticos para a nobreza, preservando a riqueza dessa classe social.

c) a abolição dos privilégios da nobreza e instauração da igualdade civil.

d) a união de poderes entre Igreja e Estado, com fortalecimento do clero.

e) o impedimento do acesso dos burgueses às funções políticas do Estado.



5 . (Mackenzie) Sobre a Revolução Francesa, é INCORRETO afirmar que:

a) os dois clubes mais importantes foram a Sociedade dos Amigos dos Direitos do Homem e o Clube dos Jacobinos.

b) a convocação dos Estados Gerais foi uma demonstração da força econômica do Antigo Regime.

c) representou uma ruptura estrutural. A burguesia alijada do poder se sublevou, tornando-se senhora do Estado.

d) a Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão foi a síntese da concepção burguesa da sociedade.

e) a Bastilha, antiga prisão do Estado, foi tomada de assalto por artesãos, operários, pequenos comerciantes, lavadeiras e costureiras.



6 . (Puccamp) No contexto da Revolução Francesa, a organização do Governo Revolucionário significou uma forte centralização do poder: o Comitê de Salvação Pública, eleito pela Convenção, passou a ser o efetivo órgão do Governo... Havia ainda o Comitê de Segurança Geral, que dirigia a polícia e a justiça, sendo que estava subordinado ao Tribunal Revolucionário que tinha competência para punir, até a morte todos os suspeitos de oposição ao regime. O conjunto de medidas de exceção adotadas pelo Governo revolucionário deram margem a que essa fase da Revolução viesse a ser conhecida como:

a) os Massacres de Setembro. b) o Período do Terror.

c) o Grande Medo. d) O Período do Termidor.

e) o Golpe do 18 de Brumário.



7 . (Uece) Na História da França, o GOLPE DE 18 BRUMÁRIO significa:

a) o início da Revolução de 1789 com a abolição dos direitos feudais

b) o fim da Revolução com a subida de Napoleão ao poder com o apoio do exército e da alta burguesia

c) o fortalecimento da participação popular e dos embates entre Danton e Robespierre

d) o estabelecimento da igualdade de todos perante a lei com a aprovação da Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão



8. (Ufpe) A Revolução Francesa é um marco na história da humanidade por ter produzido rupturas com o Antigo Regime. Qual das alternativas apresenta as mais relevantes?

a) O assassinato do médico Marat, editor do jornal Amigo do Povo, por Charlotte Corday, provocou a radicalização entre os jacobinos.

b) A participação das mulheres na queda da Bastilha e o surgimento do grupo radical dos Girondinos.

c) O fim da servidão e dos privilégios feudais, a declaração dos direitos do homem e do cidadão, o confisco dos bens do clero, a reforma do Exército e da Justiça.

d) O fim da escravidão, a declaração dos direitos do homem, o código de Napoleão com reforma judiciária que confiscou as terras da aristocracia.

e) A secularização do clero, a República Jacobina, o comitê de Salvação Pública que condenou à morte os próprios líderes da Revolução.


Gabarito


1 – D

2 – E

3 – C

4 – C

5 – B

6 – B

7 – B

8 – C

Nenhum comentário:

Postar um comentário